Cases

Case Vuelo Pharma

Cliente: Vuelo Pharma
Escritório de design responsável pelo projeto: Brainbox Branding 360
Projeto: Embalagem para membrana porosa Membracel
Mercado-alvo do produto: México e Estados Unidos

A Vuelo Pharma é uma marca de healthcare com foco em Skin Care. O seu principal produto é a inovadora Membrana Regeneradora Porosa, um curativo capaz de substituir temporariamente a pele humana e promover uma cicatrização mais rápida e sem dor. Ou seja, uma novidade que o mundo precisa conhecer.

O problema

Apesar dos grandes benefícios do produto, alguns problemas inviabilizavam sua exportação. As embalagens secundárias não tinham a vedação necessária para chegar ao lugar de destino em segurança e contavam com uma quantidade de papel desnecessária, o que aumentava o custo de produção e o volume dos pacotes.

As embalagens terciárias também traziam impasses, como ter a capacidade de transportar, no máximo, 56 unidades.

O objetivo

Uma das premissas para a Vuelo Pharma expandir os seus negócios era tornar as embalagens ideais para o a exportação, com menor custo e maior vedação para levar o produto em segurança ao destino.

A solução

Por meio do Design Export, o Centro Brasil Design conectou a empresa ao escritório de design Brainbox Branding 360.

“Não pensamos o design pelo design, e sim o design pela estratégia”, afirma Ludger Tamaoki, Diretor de Embalagem e Inovação da Brainbox. Por meio desse pensamento, somado a uma análise técnica das embalagens, chegou-se a primeira grande mudança: substituir a caixa, até então utilizada, por um produto feito de plástico maleável. Desta forma, as embalagens foram dimensionadas do tamanho das membranas, ocupando menos espaço e dando mais segurança ao transporte.

Segundo Ludger, “para chegar a esta solução, nós consideramos a jornada do produto por inteiro, não apenas o transporte. Analisamos desde o empacotamento das embalagens até a experiência do consumidor final”.

Os resultados dessa transformação foram:

  • Diminuição do custo de produção da embalagem secundária
  • Melhor aproveitamento de matéria-prima (sem sobras desnecessárias)
  • Mais segurança no transporte, com vedação, barreira de luz e maior resistência
  • Diminuição do peso e volume da embalagem

Outra mudança significativa foi o redimensionamento dos pacotes terciários, que agora podem transportar embalagens de diferentes tamanhos e ainda mais produtos (de 40 para 140 a menor e de 20 para 70 a maior). Houve também uma adequação para cumprir premissas de países de destino, como embalagens bilíngues.

O resultado

Desta forma, a Vuelo Pharma poderá ampliar os negócios para o mercado internacional de forma efetiva, gerando maior valor agregado e aumentando as vendas.

Segundo Thiago Rossetto Moreschi, sócio-diretor da Vuelo Pharma, “a participação da empresa no Design Export foi primordial para a inserção da Membrana Regeneradora Porosa no mercado internacional. A partir do projeto, foi possível adaptar as embalagens de comercialização do produto e, inclusive, a caixa de transporte. Por meio do Design Export, inicialmente apresentaremos a países como México e Estados Unidos um produto exclusivo, que promoverá melhor qualidade de vida aos usuários”.

Agora, as expectativas para o futuro são altas. Com as mudanças de embalagem, espera-se um aumento de cerca de 25% nas exportações.

Voltar

Realização Design Export Centro Brasil Design Apex-Brasil

Design Export